De volta ao trabalho

Pedro sentou-se na mesa e pegou um caderno e uma caneta. Procurou uma folha em branco, e testou a tinta no canto inferior, com um pequeno rabisco em círculo. A caneta funcionou perfeitamente. As ideias, nem tanto. Lembrou-se que nem era assim que ele escrevia, mais. O tempo de escrever poemas meio que já tinhaContinuar lendo “De volta ao trabalho”