Teresa, ele vai cuidar de você

Este texto é continuação de “Teresa, foi bom te conhecer”

Era um moço muito gente boa. Colecionador e negociador de guitarras. Entende bastante de madeira e captadores, perguntando muitos detalhes sobre a guitarra.

Minutos depois eu peguei o contato dele, e estávamos trocando áudios sobre a guitarra. Quando eu comprei, se ela tinha marcas de uso, como era o som dela. Ele ligou e negociamos a guitarra em troca de um aparelho amplificador que seria muito útil para o que eu queria.

A Teresa é uma Les Paul. Uma guitarra igualzinha a do Slash, na maioria dos clipes de Guns n’ Roses. Não só o modelo como o som dela é único. E eu gosto tanto desse modelo que tinha duas. Agora estava negociando a guitarra que havia restaurado em pouco mais de um ano. Ela merecia um cuidado melhor.

Isso porque eu comprei ela pela OLX também. E o último dono não teve tanto cuidado. Ela tinha uma marca no braço, e conversando com o negociador eu percebi, ela tinha caído no chão. Provavelmente alguém estava tocando, e a correia desmontou, derrubando a guitarra com o braço no chão. O headstock (parte que segura as cordas e afina) estava rachado. Em mais de cinco anos eu não tinha percebido esse detalhe. Simplesmente tocava e pronto. Agora, na hora de vender, esses pequenos detalhes fazem a diferença. Ainda mais para quem era negociador de guitarras com o preço até cinco vezes maior que o dela.

Depois de duas semanas negociando com o moço, fechamos o preço e eu marquei o dia pra ir levar a guitarra e receber o dinheiro + o amplificador.

Até lá muita coisa acontecia…

%d blogueiros gostam disto: