De volta ao trabalho

Pedro sentou-se na mesa e pegou um caderno e uma caneta. Procurou uma folha em branco, e testou a tinta no canto inferior, com um pequeno rabisco em círculo. A caneta funcionou perfeitamente. As ideias, nem tanto.

Lembrou-se que nem era assim que ele escrevia, mais. O tempo de escrever poemas meio que já tinha passado, e agora ele tinha um teclado, e fazia textos para um blog.

Pegou o teclado bluetooth. Tentou ligar, mas ele nem deu sinal de vida. Ficou muito tempo parado. O teclado, não o Pedro. Mas o Pedro também. Enfim…

O teclado resolveu funcionar e sincronizar com o celular. Agora era escrever. Sobre o que o Pedro escrevia, mesmo?

Era alguma coisa sobre pessoas viajando no tempo, ou alguma coisa de alienígenas. Tinha também uns negócios que ele escrevia sobre escrever, e isso ele fazia direto.

Bom, esquece. Escrever agora é só parte do trabalho dele.

Pegou o celular, sem o teclado, mesmo. Em uns dois minutos abriu o editor de imagem e fez ali um post para o Instagram.

Nele dizia “estou de volta”.

É isso. De volta ao trabalho.

Um comentário em “De volta ao trabalho

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: