Pequeno medo de escrever

Nos últimos meses alguns amigos descobriram que eu tenho podcast, um blog, um livro publicado. Eu fico feliz quando as pessoas que eu convivo acabam conhecendo esse meu lado que acabo não compartilhando tanto na vida social.

E dessa descoberta de muitas pessoas próximas, algumas tem começado a ler o meu romance, Clara. Eu mesmo acabei redescobrindo o livro que escrevi e publiquei neste blog há pouco mais de três anos.

Muita coisa acontece em três anos. E eu nunca imaginei que este blog se tornaria tanta coisa em tão pouco tempo. Mas hoje, quando eu penso em escrever um livro com cem páginas ou mais, não sei se consigo.

Eu me habituei a contar histórias curtas usando poucas palavras, como tenho feito aqui quase toda semana. Romance é um formato completamente diferente. Os personagens têm a chance de serem mais aprofundados, e as tramas mais elaboradas. Foi assim com Clara. Eu só tenho um pouco de receio de começar a escrever algo grande e extenso e acabar me perdendo.

Ao mesmo tempo eu não pretendo me prender nesse medo por muito tempo. Logo logo teremos mais contos e textos mais extensos por aqui. Vou continuar usando este blog como minha área de experimentos, e um lugar para onde vão todos os documentos deletados do Word.

2 comentários em “Pequeno medo de escrever

  1. Manter a coerência, e se aprofundar sem se perder é uma habilidade difícil de desenvolver..a gente que escreve em blog, de pouco em pouco vira uma coisa grande, né não

    Curtir

  2. Realmente admiro que consegue escrever algo mais extenso. Acho que a coisa mais longa que escrevi tem umas 30 páginas, e se perdeu nos arquivos do obscuro. Pena que não existe mais

    Curtido por 1 pessoa

Os comentários estão encerrados.