Seja legal com seus vizinhos

A casa estava na fase final da pintura, e eu já trouxe algumas coisas minhas para começar a dormir aqui. Levou uma ou duas noites para que eu deixasse o cantinho do colchão do meu jeito, e me sentisse confortável com a casa nova. Mas logo a primeira noite senti grande diferença com o silêncio do bairro novo (muito diferente dos barulhos do bairro anterior) além da casa ser um pouco mais quente.

Enfim, eu estava na minha casa. Nessas semanas eu ia almoçar na casa dos meus pais, trabalhava e vinha somente para dormir.

Então terminei a compra dos móveis grandes, que agora poderiam ser entregues pela transportadora direto no imóvel, sem maiores complicações. Bom, foi isso o que eu pensei.

Comprei, coloquei o endereço novo. Tudo certo.

Mas, como eu já disse ali em cima, eu estava passando o dia todo fora. Inclusive nos horários em que a transportadora chegava com minha geladeira, a máquina de lavar e tudo o que eu comprava. O entregador, coitado, batia com a cara na porta. O meu cadastro estava desatualizado. Ele ligava para o meu número antigo e ninguém atendia. O que aconteceu?

Aí entra em cena Dona Cida. A grande heroína dessa história toda. Eu cheguei em casa depois das seis da tarde, e ouvi alguém chamando no portão. Ela se apresentou, e disse que vieram entregar uma geladeira e ela recebeu. Se não recebesse, o móvel acabaria voltando para Niterói, e sabe-se lá quando eu conseguiria ir buscar em Niterói.

Dona Cida foi a melhor vizinha que eu poderia ter. Recebeu a geladeira, o ar condicionado, a máquina de lavar. E ainda por cima ela acorda cedo e varre a calçada da casa dela e da minha. “Já fizeram isso por mim, agora eu faço pelos outros também” ela diz.

O aprendizado que fica aqui é de ser legal com os seus vizinhos. Ser legal como a Dona Cida é.