Quase tudo bem por aqui

Olá, meu querido amigo!

Estou com saudades. Faz algum tempo que não te escrevo. E demorei esse tempo porque as coisas estão passando muito rápido por aqui. Eu não sei se, olhando aí de fora, o planeta está girando mais rápido. Mas essa é a sensação para quem está aqui.

Na última carta eu não tive boas notícias, mas agora até tenho. Lembra do tal vírus que te falei? Então, parece que já estamos quase conseguindo uma vacina. Além disso, eu estou vivo, o que já é uma notícia muito boa, pelo menos para mim.

Caro amigo extraterrestre, por favor, fique de olho por aí. Do jeito que essa volta ao redor do sol está sendo, não me admira sermos atingidos por um asteroide ou coisa parecida. Na última carta também disse que não era muito bom você vir aqui para a Terra. Mas nas atuais circunstâncias, algumas pessoas estariam cogitando a ideia de que seria até bom que vocês viessem, com naves imponentes nas maiores metrópoles, trazendo uma solução para os problemas terráqueos. Ou, pelo menos, alguma coisa interessante para nos distrair.

Por favor, ao chegar, não nos peça para os levarem aos nossos líderes. Muito obrigado.

Até logo.