O Poder Exponencial do Agora

Especialmente neste sábado, me sinto feliz em dizer a vocês, caros leitores, que teremos nosso primeiro texto traduzido aqui no Coisas de Pedro.

 

O que significa que não sou o autor deste texto, mas achei importante traduzi-lo por alguns motivos específicos, que deixarei claro mais à frente. Este é um texto publicado dia 13 de março de 2020 no jornal New York Times. Nele, a epidemiologista Britta Jewell, do Imperial College London, explica como funciona o crescimento exponencial e, mais ainda, a importância de ficar em casa. O texto na íntegra está no link ao final do artigo.

O que segue é uma tradução livre e parcial:

Em dezembro de 2019 a epidemiologista no MRC Centro Global para Análise de Doenças Infecciosas, Imperial College London, começou a pesquisar sobre novos vírus respiratórios que estavam circulando.

Desde então, ela e seu pai, Nick Jewell – também um estatístico epidemiologista de doenças infecciosas, estavam em uma conversa constante sobre Covid-19 […]

“Nós estávamos ouvindo pessoas, como o Presidente Trump, dizendo “Qual é o alarde? É apenas uma gripezinha” e “temos apenas 15 casos e uma morte nos EUA. Mais do que qualquer outro lugar, nós estamos bem”. Mas qualquer epidemiologista sabia que isso estava inexoravelmente vindo na nossa cara”

Logo foi notificado, no New York Times, um número cumulativo de casos de coronavírus nos Estados Unidos por data:

Jan. 14 — 0

Jan. 21 — 1

Jan. 28 — 5

Feb. 4 — 11

Feb. 11 — 14

Feb. 18 — 25

Feb. 25 — 59

Mar. 3 — 125

Mar. 10 — 1,004

“Isso é crescimento exponencial”, Dr. Nick Jewell disse. “Nós começamos discutindo que ações tomar para enfrentar o crescimento exponencial. Obviamente nós temos que diminuir a taxa de crescimento (achatar a curva) sob responsabilidades governamentais e individuais – efetivamente baseada no aumento de testes e fortes medidas de isolamento social. Mas, primeiro de tudo, precisamos convencer as pessoas de que levar a quarentena à risca é sério, sem menosprezá-la.  Como humanos, nos acostumamos a pensar num crescimento linear. Mas para modelos epidemiológicos, o crescimento exponencial é o verdadeiro monstro.

[…]

Físicos e cientistas divulgaram no Youtube e em papers “Porque é melhor entrar em pânico cedo” e “Coronavírus: Por que você precisa agir agora”, que tinha sido visto mais de 18 milhões de vezes até o momento.

“O gráfico que mais chamou minha atenção era um modelo de casos diários da Covid-19 com distanciamento social medindo inícios com apenas um dia de intervalo” Dr. Britta Jewell disse. “Leva apenas um dia de ação de diferença para ver uma redução de 40% de redução nos casos – isso é muito grande”

Trabalhando no Excel, ela compôs um gráfico mostrando o poder dos casos contraídos agora, hoje – contra os casos contraídos daqui uma semana – num esforço de comover as pessoas, ela o chamou de “O lado positivo do crescimento exponencial”.

[…]

13VIRUS-EXPONENTIAL1-superJumbo-v2

“O gráfico ilustra os resultados de um experimento imaginativo. Assumindo um crescimento constante de 30% durante o próximo mês, numa pandemia como essa nos EUA, e compara os resultados de parar uma infecção hoje – com ações de parar escolas e cancelar eventos e viagens – contra tomar a mesma ação daqui uma semana.

A diferença é gritante. Se você agir hoje, você evita quatro vezes mais infecções no próximo mês. Aproximadamente 2400 infecções evitadas, contra 600 se você esperar uma semana para agir. Esse é o poder de evitar apenas uma infecção, e obviamente nós devemos evitar mais de uma.

O princípio é que, na fase de crescimento exponencial, ações individuais e institucionais como distanciamento social tomadas mais cedo têm um impacto muito maior do que as mesmas ações tomadas uma semana depois.

[…]

De forma simples, o que é o crescimento exponencial?

Brita Jewell: Crescimento exponencial é um padrão clássico onde os números permanecem pequenos inicialmente, e então você se depara com números altíssimos rapidamente. Se você começa com um número, e então multiplica esse número por um fator de crescimento diário, dependendo de qual a sua taxa de crescimento, você vê o seu número dobrando em certo período de tempo.

O que realmente importa é quão grande é essa taxa de crescimento. […]

Se você começa com dois coelhos, e o número dobra a cada semana, você tem 1.000 coelhos depois de 10 semanas. Isso pode não parecer muita coisa. E mais 10 semanas? Você tem um milhão. É intuitivamente muito difícil entender como esses números crescem em certo ponto – as pessoas tendem a se concentrar nos números baixos no começo, quando a curva está relativamente baixa.

Mas o mesmo efeito exponencial é igualmente poderoso com esforços de mitigação do vírus – ficando em casa agora, por exemplo. Como as decisões “exponenciais de agora” funcionam depois?

Britta Jewell: Parte da vantagem de uma ação individual de remover uma única infecção é que não significa que a pessoa que eu não infecto amanhã nunca será contaminada, mas que essa infecção acontecerá bem depois, talvez algumas semanas ou mais.

Em algum ponto, pelo menos alguns dos novos infectados estarão rodeados de pessoas mais imunes (recuperadas) entre seus contatos diários. Então os novos contaminados infectarão ainda menos pessoas, e assim sucessivamente.

Efetivamente, cada um de nós pode escolher reduzir nosso R0 pessoal – o número de pessoas que cada um de nós infecta, caso contrairmos a Covid-19 – e isso ajudará a achatar a curva. Se você conseguir converter o R0 para abaixo de 1, você consegue reduzir e, por fim, parar a epidemia.

A matéria, de 13 de março de 2020, conclui com algumas previsões para a pandemia nos EUA, todas se cumprindo agora neste mês de Abril.

Continue acompanhando as postagens do blog! Mais dicas práticas de quarentena e prevenção serão postadas nas próximas semanas!

 

Link da matéria completa no NY Times (em inglês)

Um comentário em “O Poder Exponencial do Agora

Os comentários estão encerrados.