Só uma reclamação

Nós, seres humaninhos, chegamos a um patamar excelente nas revoluções sociais e tecnológicas de tudo que nos distancia dos demais animais que convivemos.

Temos o ar condicionado, que nos possibilita controlar a temperatura artificialmente por meios naturais de pressão e compressão do ar. Temos a rede de internet e telefonia, que conecta todos na empresa sem saírem de seus assentos, permitindo até mesmo que eu peça para a recepcionista avisar para meu colega de sala que foi pegar café, trazer um copo para mim também.

Olha só, pessoal. Algumas coisas nos aproximam mais de outros animais do que podemos, um simples vislumbre, pensar.

Quem já teve gato sabe que precisa ter uma caixinha de areia. Seu gato vai até lá, faz suas necessidades e as cobre cuidadosamente com areia.

Quem tem cachorro sabe que precisa ter uma pazinha e uma vassoura prontas para qualquer surpresa que seu cachorro deixar bem frente à porta de entrada da casa. Eles ainda fazem um movimento com as patas, como se estivessem limpando o local, por pura sensação de higiene.

Quem aí é humano, e está me ouvindo aqui, nós fazemos nossas necessidades em vasos sanitários. É para isso que evoluímos tanto social e tecnologicamente, inclusive. Para o maior conforto ao momento de suprirmos nossas necessidades mais básicas. Falando nisso, parabéns a todos os seres humanos envolvidos na descoberta e fabricação da cerâmica, até hoje! Continuando…

O bicho homem, antes de tudo, é um ser social. A gente precisa de aceitação, galera. Não é?

É neste ponto que chegamos à finalidade disso tudo, meus amigos. Na busca de aproveitar melhor o espaço da empresa, colocaram a Natália do Telemarketing na frente do banheiro do segundo andar.

Ah não. Aqui é o limite. É muita pressão

A gente precisa de um pouco de espaço e privacidade antes e depois de fazermos nossas necessidades. É uma questão básica de sobrevivência em sociedade. Vocês não concordam?

Depois de um silêncio na sala, eu respirei fundo. O chefe limpou a garganta, e disse “obrigado pelo seu ponto, Rodrigo. Vamos ver o que podemos fazer a respeito. Mais alguém tem alguma reclamação? Não? Terminamos aqui a reunião da empresa. Estão dispensados. Até segunda-feira”

Um comentário em “Só uma reclamação

Os comentários estão encerrados.