Férias

Decidi sair de férias. Saí de férias assim como as crianças saem de férias nas escolas. Os meninos, que encheram os céus de pipas em realidade aumentada, e as ruas de celulares. Ainda um dia, caminhando pelas ruas perto de casa, vi dois meninos correndo atrás de um pipa. Eles corriam e olhavam para o céu. Logo depois foram absolvidos num vórtice temporal, e levados de volta direto para, sei lá, 1987.

Saí de férias mais ou menos como as professoras, que não dão aulas para as crianças, mas ficam pensando no que vão ensinar para elas depois que voltarem de férias. Eu não tenho coisas para ensinar. Só textos para fazer. Também não tenho crianças, só vocês que leem o que eu escrevo por aqui.

Durante exatamente um mês esse blog ficou parecendo uma escola vazia.
Sem histórias a serem contadas.

Hoje começa o segundo semestre, crianças!
Logo em uma quinta-feira, meu dia favorito, estreio com este texto, que é o primeiro de mais 100 textos que passarão por aqui até dezembro, e mais tarde tem mais um.

Crônicas, pequenos contos, receitas de bolos e tudo o que der pra eu publicar quando não der tempo de fazer um texto.

Mais uma vez, caro leitor:

Seja bem vindo ao Coisas de Pedro!

Toda Terça e Quinta um texto novo.