Caro Pedro do futuro

Eu estou escrevendo agora, em 2019, pra te pedir desculpas. Muito provavelmente você está aí no futuro olhando todas as agendas, bullet jornals e listas de coisas que eu marquei para fazer e não fiz. Eu sei que você está lamentando o monte de coisas que eu disse que ia estar prontas até 2020. Talvez até está triste pelos projetos que não conclui até 2023. É por isso que eu te escrevo publicamente aqui no Coisas, e te pedir desculpas.

Desculpa por comer tanto carboidrato depois das 6h. Eu sei que você sente isso no seu corpo mais do que eu, aqui no presente. Desculpa também por não estar fazendo tanto exercício quanto preciso. Espero que o Pedro do futuro antes de você esteja melhor nessa parte, senão você não vai poder escrever nada pro nosso eu do futuro do futuro.

Eu tô tomando algumas decisões aqui que ainda não sei se preciso pedir desculpas, então vai um “desculpa qualquer coisa“, que a gente sabe que serve pra qualquer coisa mesmo.

Eu gostaria de sentar e conversar pessoalmente. Aproveitaria pra fazer algumas perguntas, e talvez mudar algumas coisas daqui pra frente. Se você tivesse numa situação melhor que a minha aí no futuro, você poderia vir e pagar um almoço legal, e a gente conversar com calma sobre tudo isso.

Mas infelizmente não é possível.

Muito obrigado por ainda estar vivo, enchendo esse blog de Coisa pelo menos duas vezes por semana aí no futuro.

Sem mais,
Pedro H.