Pra escrever um desses

Quando meu amigo me perguntou quanto tempo eu levo para escrever um texto desses eu falei “cinco minutos”, e é quase que exatamente isso. Às vezes o texto vem pronto na minha cabeça, exatamente como você está lendo agora, e todo o meu esforço é escrevê-lo.

Por exemplo, tem essa mosca que eu vi hoje no trabalho. Ela estava morta na janela, olhando para fora. Era uma mosca, que voava, mas estava presa.

O que eu aprendo com isso? Não adianta nada saber voar, se você não sabe que a empresa lá fecha às 17h30. Eu não sei voar, mas às vezes eu esqueço que a empresa fecha às 17h30.

E foi assim uma vez, que eu terminei o que eu tinha pra fazer, desliguei o computador (era 17h49) e tentei sair. Eu tentei mesmo, mas estava tudo fechado. Todo mundo foi embora, e me trancaram lá. Esqueceram de mim.

Como eu queria que fosse um shopping ou um mercado. Mas é um escritório. Não teria nada de legal aqui além de papéis e um computador.

Eu não sei voar. Mas eu sei onde fica a chave pra abrir a porta da frente por dentro
“Chefe, me trancaram aqui. Achei a chave e consegui sair”. Deixei o bilhete em cima do balcão da recepção e saí.

Se não soubesse onde ficava a chave, eu acabaria igual essa mosca, que morreu olhando pela janela.

Isso tudo me veio na cabeça. Cinco minutos.

Esse texto vai sair na próxima quinta-feira, às 10h15.

Obrigado por ler esse texto, meu amigo.