Rito de passagem

Ele subiu no palco, estalou os dedos frente ao microfone e ouviu-se um leve ruído de
microfonia. Todos, já sentados, ficaram em silêncio. O presidente da cerimônia começou:

“Hoje é um dos dias mais importantes para vocês e suas famílias. Vocês estão completando vinte e cinco anos de idade, se tornando, portanto, homens e mulheres perante a sociedade!
Após muitas revoluções e infindáveis guerras, entendemos: O que dignifica o homem, e o difere de crianças, é o legado que deixa para a humanidade. Aprendemos muito com homens e mulheres de personalidade, que pisaram nesta terra que até hoje habitamos. Desde as terríveis guerras da Era do Plástico evoluímos enquanto humanidade, nos conectando com a mãe terra e usufruindo de suas maravilhosas dádivas. Hoje, ao completar vinte e cinco anos de idade, cada um de vocês recebe, perante a sociedade, seus utensílios de ferro!”

Todos aplaudiram. Algumas mães enxugando as lágrimas elegantemente, com paninhos coloridos. A plateia sorri contagiante e os formandos, à frente, estão alegres. Entram ajudantes, trazendo um kit de utensílios para cada um, em caixas de papelão. Continua o mestre da cerimônia:

“Estamos todos habituados aos utensílios. Cada um de vocês está recebendo um copo, três talheres e um prato. Eles serão seus companheiros durante toda a vida adulta, agora. Vocês vão cuidar deles, e usá-los para se alimentarem, e sobreviverem até atingirem a idade avançada. Eles são parte da sua vida, e são insubstituíveis.
Usamos os utensílios como reconhecimento de todo o mal que fizemos à mãe natureza, e seu ecossistema. Antigamente, nossos antepassados não tinham responsabilidade, e não se preocupavam com as próximas gerações, incluindo nós que estamos aqui, hoje.”

Na tela, passaram imagens de festas de criança. Sob a mesa, centenas de copos e talheres de plástico e, imagens de ilhas de plástico nos oceanos. A multidão comenta, horrorizada.

“Mas, não somos mais como nossos antepassados. Somos melhores. E nos importamos com nossos semelhantes, e com o planeta que deixaremos para nossos filhos e netos.
Agora a cerimônia se segue, com apresentação dos nossos mais novos adultos.”

E, um por um, foram chamados por nome para receberem seus primeiros boletos.