Comício

Na altura das nove horas e quarenta e três minutos da noite de ontem, nove de setembro de mil novecentos e oitenta e três, próximo à esquina da rua São João com a Quinze de Novembro, o cidadão Joaquim Pereira e Silva Dias (popular “mané“), agrediu no rosto com um murro o candidato a vereador José de Alencar Peixoto (popular “pezão“), como resultado de uma briga durante o comício do candidato a prefeito Pedro de Alencar Peixoto, tio da vítima em questão.

Populares que testemunharam disseram que o evento era pacífico até o tio da vítima dizer palavras, consideradas ofensivas, direcionadas à atual administração de Renato Queiroz Brito, prefeito da cidade por dois mandatos, causando certas vaias e comentários na multidão, levando o agressor a saltar rapidamente no palco, e desferir dois golpes certeiros na face do sobrinho do candidato que se encontrava distraído e não percebia a confusão.

Foi sangue pra tudo que era lado, e Pezão caiu no chão feito manga podre” disse uma testemunha. O agressor acertou o primeiro na bochecha, e o segundo arrancou um dente canino da vítima, que desmaiou no local e só acordou minutos depois, com o êxtase da multidão. Ambas as partes foram levadas ao DP da cidade. José de Alencar Peixoto declarou queixa, acreditando que a mesma poderia enfraquecer a campanha da oposição.

Curiosamente o candidato a vereador levou dois pontos no rosto e na boca, exatamente os mesmos pontos que sua campanha alavancou essa manhã nas pesquisas…